Localizado ao sul do Espírito Santo, Muqui em tupi guarani significa “entre morros”. Os índios que habitavam essa região eram os “puris”, compreendidos na literatura como dóceis. Com a exploração das terras, os europeus avançaram para dentro das matas, ocupando áreas, forçando os índios ao trabalho e sedimentando espaços de dominação, que se transformaram em fazendas, vilarejos e povoados.

Com a chegada das famílias ricas, rapidamente o território se desenvolveu com a instalação de tudo o que fosse necessário. Objetivando mostrar poder, essas famílias construíram casas, palacetes e casarões nos moldes europeus. Foi essa herança que fez com que Muqui se transformasse no Maior Sítio Histórico do Estado do Espírito Santo.

Suas tradições indígenas e populares, influenciadas pelos olhares europeus formaram um centro cultural à céu aberto. Muqui é considerada a capital cultural do ES. O município sedia o Encontro Nacional de Folias de Reis, o Carnaval Folclórico dos Bois Pintadinhos e o Caxambu da Família Rosa de Muqui. Em 2012 nasce o Festival de TV e Cinema impulsionado pela novidade tecnológica da internet e os debates modernos acerca da economia criativa.

Fazendo justiça à História, hoje Muqui produz o melhor café conilon do Brasil, premiado pelo segundo ano consecutivo. Visite Muqui, a cidade criativa do ES.